exercícios para diabetes tipo 2

Diabetes tipo 2 | Exercícios regulares ajudam no controle dos níveis de açúcar no sangue

Diabetes tipo 2 | Exercícios regulares ajudam no controle dos níveis de açúcar no sangue

A prática regular de exercícios pode ajudar no controle do diabetes tipo 2.

A prática de exercícios regulares é uma das principais armas no tratamento do diabetes Tipo2. É de extrema importância salientar a importância do controle dos níveis de glicose no sangue, através de um plano alimentar saudável e equilibrado, e também, através do uso de medicamentos e insulina, quando necessário.

Quanto você mantém uma rotina de exercícios regulares bem equilibrada, irá lhe ajudar a manter os níveis de açúcar no sangue dentro dos níveis corretos. Esse controle é extremamente importante para que você possa prevenir possíveis complicações futuras, como por exemplo: Doenças renais.

Pessoas com Diabetes Tipo 2 tem um nível de glicose no sangue elevado, pois, o corpo não consegue produzir insulina suficiente ou porque o corpo não a utiliza de forma eficiente (resistência à insulina), por estes motivos, a prática de exercícios poderá ser um grande aliado no controle do diabetes tipo 2.

Qual a importância da prática regular de exercícios?


A pessoa que pratica exercícios regularmente será beneficiada em abas as situações, pois, independente de qual seja o caso, o paciente será beneficiado com a prática de exercícios, pois, não importa se você é resistente à insulina ou se não tem insulina suficiente: quando você se exercita, seus músculos absorvem a glicose de que precisam e, por sua vez, o nível de glicose no sangue diminui.

Os exercícios também podem ajudar as pessoas com diabetes tipo 2 a evitar complicações de longo prazo, especialmente problemas cardíacos. Pessoas com diabetes têm maior probabilidade de desenvolver artérias bloqueadas (doenças cardíacas), o que pode levar a um ataque cardíaco ou derrame. Os exercícios ajudam a manter o coração saudável e forte. Além disso, os exercícios ajudam a manter o colesterol bom – e isso ajuda a evitar o colesterol alto e o acúmulo de placas que podem bloquear a passagem do sangue pelas artérias.

Além disso, existem todos os benefícios tradicionais dos exercícios:

  • Controle da pressão arterial;
  • Melhor controle de peso;
  • Aumento do nível de colesterol bom (HDL);
  • Músculos mais magros e mais fortes;
  • Ossos mais fortes;
  • Mais energia;
  • Melhora de humor;
  • Dormir melhor;
  • Gerenciamento de estresse.

O que devo fazer antes de iniciar uma rotina de exercícios?

A maioria das pessoas que são diagnosticadas com diabetes tipo 2 estão acima do peso, neste caso, iniciar uma atividade física pode não ser tão simples. Para isso, o ideal é conversar com o seu médico, e uma vez que a pessoa esteja apta a prática de atividades físicas, ela deve procurar um personal trainer qualificado, que irá montar uma planilha de treino personalizada, de acordo com as necessidades e individualidade da pessoa .

Além disso, antes de começar a se exercitar,  você precisa definir metas realistas.  Se você não se exercitou muito recentemente, você deverá começar devagar e aumentar gradualmente a quantidade e a intensidade dos exercícios.

Quando um pessoa é diagnosticada com diabetes tipo 2, a sua vida muda completamente, sendo assim, para que haja uma adaptação gradual e sem que seja muita agressiva, a pessoa deverá investir num estilo de vida mais saudável, tanto nos hábitos alimentares, quanto na prática de exercícios.

Leia também:

Benefícios em dobro: musculação para corredores de rua
Artroscopia no joelho | Saiba o que é e como é realizada?
O que é Condromalácia Patelar?
O que é Wushu?

Que tipo de exercício você deve fazer para diabetes tipo 2?

Existem três tipos principais de exercícios – aeróbico, treinamento de força e trabalho de flexibilidade. Você deve ter como objetivo uma boa combinação dos três.

Exercícios aeróbicos

Procure fazer pelo menos 30 minutos de exercícios cardio (aeróbicos) na maioria dos dias da semana. Se achar que 30 minutos é muito difícil, você pode dividir os exercícios em períodos mais curtos, digamos 10 minutos aqui e ali, visando um mínimo de 30 minutos no final do dia.

Os exercícios aeróbicos incluem:

  • Tênis;
  • Dança e Zumba;
  • Corrida;
  • Caminhada;
  • Natação;
  • Andar de bicicleta.

Tente aumentar para 30 minutos gradualmente, adicionando alguns minutos a cada caminhada ou exercício a cada duas semanas até que você consiga 20-30 minutos de cada vez. Mas não pare por aí – tente adicionar alguns minutos ao longo do tempo para chegar de 60 até 90 minutos por dia para continuar aumentando sua duração e condicionamento.

Além disso, amplie sua criatividade quando se trata de fazer exercícios. Faça uma caminhada na hora do almoço ou leve toda a família para um jogo de basquete após o jantar. Lembre-se de que passear com o cachorro é uma forma de exercício. Subir as escadas é um exercício. Sair do carro e entrar na loja é exercício – portanto, estacione mais longe.

Você precisa encontrar uma maneira de se exercitar de que realmente goste – porque se não for divertido, você não o fará. Será mais difícil ficar motivado, mesmo se você conhecer todos os benefícios dos exercícios. Considere fazer aulas em grupo na academia ou encontre um amigo para caminhar ou correr. Ter alguém para se exercitar com você irá tornar a prática mais divertida e motivadora.

Treinamento de força

Depois de conseguir incluir a atividade aeróbica em seus dias, você pode começar a adicionar algum treinamento de resistência.

O treinamento de força ajuda você a obter uma melhor massa muscular. Esses exercícios de resistência, somados à caminhada ou corrida, também auxiliam na formação de ossos fortes e saudáveis. Construir mais músculos no lugar de gordura é particularmente benéfico quando você tem diabetes tipo 2 porque os músculos usam mais glicose, portanto, quanto mais você usa os músculos, mais eficaz pode ser no controle do nível de glicose no sangue.

O treinamento com pesos é uma das técnicas de construção de força mais usadas, embora você também possa usar seu próprio peso corporal para aumentar a força – pense em flexões e pranchas.

Ao iniciar um programa de musculação, certifique-se de saber como usar todo o equipamento. Pergunte ao pessoal da sua academia como você deve usar os pesos corretamente ou considere contratar um personal trainer para aprender os melhores exercícios para você.

Levantar pesos por 20-30 minutos duas ou três vezes por semana é suficiente para obter todos os benefícios do treinamento de força.

Treinamento de Flexibilidade

Com o treinamento de flexibilidade, você melhorará o funcionamento de seus músculos e articulações. O alongamento antes e depois do exercício ( especialmente após o exercício) reduz a dor muscular e realmente relaxa os músculos.

Crie uma rotina de exercícios, e se dedique a ela!

Tenha um compromisso com sua rotina de exercícios; faça disso uma prioridade. Sua saúde a longo prazo depende disso, então, por mais difícil que seja encontrar tempo ou se motivar para os exercícios, continue. Isso o ajudará a perder peso (se for necessário) e tornará seu corpo mais eficiente no uso de insulina e glicose.