o que é tendinite?

O que é tendinite, causas, fatores de risco e tratamento?

O que é tendinite, causas, fatores de risco e tratamento?

Basicamente falando, tendinite é uma inflamação de um tendão. Como a dor se inicia de forma branda, muitas pessoas acabam não procurando um médico para uma análise mais profunda, e caso seja necessário, iniciar um tratamento. No entanto, se não for tratada, a tendinite pode evoluir para um quadro mais grave nas articulações do corpo.

O que são tendões?

Tendões são estruturas que se parecem com cordões flexíveis. Os tendões prendem os ossos aos músculos, permitindo que no momento da tração muscular, os ossos se movimentem.

Quais são as causas da tendinite?

A causa mais comum da tendinite, é o uso excessivo através de movimentos repetitivos e de baixo impacto, que acabam afetando os tendões de forma gradual e a longo prazo. A tendinite também pode ser causada por um movimento brusco ou de força extrema, que acaba inflamando o tendão.

A maioria das pessoas desenvolve tendinite porque seus trabalhos ou hobbies envolvem movimentos repetitivos, o que coloca estresse nos tendões.

Quando realizamos algum movimento, podendo ser esportivo, de trabalho, ou até mesmo um hobbie, devemos utilizar a técnica adequada. Uma técnica inadequada durante a realização de um movimento, pode nos levar uma sobrecarga do tendão e consequentemente, a uma caso grave de tendinite.

Quais os tipos mais comuns de tendinite?

Abaixo segue uma lista com os principais tipos de tendinite, juntamente com o seu respectivo CID (A CID fornece códigos relativos à classificação de doenças e de uma grande variedade de sinais, sintomas, aspectos anormais, queixas, circunstâncias sociais e causas externas para ferimentos ou doenças.)

MMSS

  • Tendinite no ombro (Tendinite do Manguito Rotador) – CID 10 – M75.1
  • Tendinite no pulso (Tendinite no punho) – CID 10 – M70
  • Tendinite no braço – CID 10 – M75.2
  • Tendinite de Quervain (Tendinite no polegar) – CID 10 – M65.4
  • Tendinite na mão – CID 10 – S66
  • Tendinite no cotovelo (epicondilite lateral ou epicondilite medial): Epicondilite lateral – CID 10 – M77.1 | Epicondilite medial – CID 10 – M77.0

MMII

  • Tendinite no joelho (Tendinite Patelar) – CID 10 – M76.5
  • Tendinite no pé (Tendinite de Aquiles) – CID 10 – M76.6
  • Tendinite calcárea – CID 10 – M75.3
  • Tendinite no quadril – CID 10 – M76

Sintomas e Fatores de risco

o que é tendinite?
O que é tendinite, causas, fatores de risco e tratamento?

Os principais sintomas num processo de inflamação do tendão são:

  • Dor contínua, que piora com o movimento;
  • Sensação de que o tendão está estalando ou rangendo à medida que se movimenta;
  • Inchaço, calor e vermelhidão;
  • Aparecimento de algum tipo de caroço no tendão;
  • Os sintomas podem durar de alguns dias à várias semanas ou meses.

Basicamente, qualquer pessoa, em qualquer idade, pode ter tendinite. Mas é mais comum em adultos, principalmente com mais de 40 anos.

O motivo é que, à medida que envelhecemos, nossos tendões reagem de forma mais negativa ao estresse e são tornam menos elásticos. Essa mudança torna você mais suscetível a tendinites.

Como prevenir a tendinite?

A prevenção é sempre o melhor opção!

Abaixo seguem algumas dicas para que você possa minimizar a sobrecarga sobre os tendões, e assim, minimizar os riscos de adquirir uma tendinite.

Evite atividades que coloquem estresse excessivo nos tendões, especialmente por períodos prolongados. Se você notar dor durante um exercício específico, pare e descanse.

  • Escolha as atividades certas:
    Se um exercício ou atividade lhe causa algum tipo de dor, substitua por outra atividade.
  • Aprimore a sua técnica:
    Se a sua técnica for deficiente durante a prática esportiva, você poderá causar um acometimento dos tendões. Para que você possa aprimorar a sua técnica e preservar os seus tendões, considere ter aulas com um educador físico qualificado principalmente ao iniciar uma nova modalidade, ou, na utilização de um equipamento que você não conhece.
  • Alongue-se: Exercícios de alongamento poderão ajudar na diminuição da tensão do tendão inflamado em repouso. Mas antes de realizar qualquer exercício, você deve se certificar de que sua lesão é realmente uma tendinite. O alongamento não é indicado para rupturas ou rupturas de tendão. Você deve ser avaliado por um médico especialista antes de iniciar qualquer programa de alongamento ou exercícios.
  • Use ergonomia adequada no local de trabalho:
    Se possível, obtenha uma avaliação ergonômica do seu espaço de trabalho e ajuste sua cadeira, teclado e desktop conforme recomendado para sua altura, comprimento do braço e tarefas usuais. Isso ajudará a proteger todas as suas articulações e tendões contra estresse excessivo.

Adicione treinos de musculação na sua rotina de exercícios: A Musculação irá preparar os seus músculos para suas atividades de rotina, tanto profissional quanto esportiva. Fortalecer os músculos usados em suas atividades ou esportes poderá ajudá-los a suportar melhor o estresse e a sobrecarga.

Quais são as opções de tratamento?

Os tratamentos para tendinite ajudam na diminuição da dor e da inflamação do tendão. É importante salientar a importância de uma avaliação médica profissional antes de iniciar qualquer procedimento ou tratamento para tendinite. O médico especialista irá lhe orientar qual será a melhor opção de tratamento para o seu caso, podendo ser através de medicamentos, acupuntura, fisioterapia, entre outros…

Opções de tratamento para tendinite:

  • Descanso da área afetada;
  • Aplicação de gelo;
  • Ingestão de medicamentos como o analgésico Tylenol e os antiinflamatórios ibuprofeno e naproxeno;
  • Realizar alongamentos e exercícios para aumentar a força e melhorar a mobilidade na área;

Se sua condição for mais grave, seu médico também pode recomendar:

  • Utilização de talas, suspensórios ou bengala;
  • Cirurgia para remover tecido inflamatório;
  • Sessões de Fisioterapia;
  • Injeções de corticóides;

Uma única injeção de corticóides pode reduzir a dor e a inflamação, mas injeções repetidas podem enfraquecer o tendão e aumentar as chances de lesão.

Quando tratada precocemente, a tendinite geralmente desaparece rapidamente. Para algumas pessoas, pode ocorrer novamente e se tornar um problema crônico ou de longo prazo. Se movimentos repetitivos ou uso excessivo causaram tendinite, você deve mudar esses comportamentos para reduzir o risco de desenvolvê-la novamente após a cura.

Você pode causar lesões adicionais, como ruptura de tendão, se a inflamação continuar sem tratamento. A cirurgia geralmente é necessária para a ruptura do tendão e para os casos que não respondem bem a outros tratamentos.

Fontes:
Mayo Clinic
Minha Vida
Jacksonville Orthopaedic Institute
Medical News Today
Health Line